Número 3 (2009)‎ > ‎

Conhecimento e(m) Hipermédia [conteúdos]

Cibertextualidades - Volume 3

INTRODUÇÃO


Produção de Conhecimento em Meios Digitais
- Rui Torres & Sérgio Bairon

O trânsito entre as ciências humanas e sociais e as tecnologias da comunicação e da informação pelo qual se relacionam a literatura, a comunicação e a cultura com os meios digitais, demonstrando uma preocupação comum com a criação de metodologias que desmontem o percurso dialógico pelo qual o conhecimento se vai apropriando da hipermédia como ferramenta e como suporte para criação e para a comunicação de ciência. Neste sentido, tornam-se relevantes as análises de produções hipermediáticas realizadas em contexto académico, questionando frequentemente as modalidades de representação do pensamento analítico e reflexivo e propondo, dessa forma, desafios à própria expressividade da comunicação científica. Uma análise das possíveis relações entre os processos de investigação em ciências humanas e sociais e suas possibilidades de representação em plataformas digitais abre perspectivas de trabalho que se sustentam em redes de conhecimento, na inteligência colectiva e conectiva, nas tendências expressivas dos multimeios. Para isso, discutimos e propomos tipologias e taxonomias para a compreensão destas cibertextualidades líquidas, compreendendo o estatuto da escrita e da leitura no novo contexto da comunicação digital como resultado de uma construção histórica do próprio conceito de conhecimento.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

ENSAIOS | CIBERLITERATURA

Do verbo ao pixel: Interfaces do poético em hipermédia
- Débora Cristina Santos e Silva

Este artigo propõe uma discussão acerca da função da leitura e da apreciação da literatura na formação do leitor, tendo como foco os espaços da escrita na hipermédia e a relação palavra-imagem no ciberespaço. A pesquisa discute também o lugar da poesia enquanto objeto estético e fonte de conhecimento e criatividade, através da análise de alguns textos do poeta Arnaldo Antunes. Suscita ainda reflexões quanto à construção do texto poético em Ambientes Virtuais de Aprendizagem (AVA), a partir da experiência no curso de Licenciatura em Artes Visuais, em EAD, na Universidade Federal de Goiás.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Flash script poex: A recodificação digital do poema experimental - Manuel Portela

Neste artigo analiso as releituras digitais dos poemas experimentais contidas no arquivo digital PO-EX: Poesia Experimental Portuguesa - Cadernos e Catálogos, projecto desenvolvido pelo Centro de Estudos sobre Texto Informático e Ciberliteratura (CETIC) da Universidade Fernando Pessoa (Porto, Portugal). Considero, em particular, a forma como a poética experimental é aplicada e transformada nos processos de remediação electrónica de um conjunto de textos de E. M. de Melo e Castro, Herberto Helder, José-Alberto Marques, Salette Tavares e António Aragão. Ao mesmo tempo em que reconfiguram os textos através de códigos de programação específicos, as recriações digitais revelam a complexa codificação linguística e gráfica da página impressa.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Existe um novo cordel? Imaginário, tradição e cibercultura - Maria Alice Amorim

Conforme lembra Vieira (2006), o cordel é um todo sistêmico: envolve confluência de vários textos, conectividade de diversos sub-sistemas sígnicos. Espécie de contraponto à tradição, a cibercultura aparece como um modo de envolvimento entre cordelistas que, no ciberespaço, criam estratégias de comunicação, de emulação poética, e novo gênero cordelístico: as pelejas virtuais. Importante averiguar se, e em que medida, o diálogo entre cibercultura e tradição permite vislumbrar um “novo cordel” nas temáticas, nas estruturas do verso, do imaginário e do pensamento poético.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Educar para a leitura em hipermídia: Desafios metodológicos - Fabiano Correa da Silva

O presente artigo busca fazer uma reflexão a respeito do papel da educação e do educador frente às novas tecnologias, por meio da investigação do ato de leitura na hipermídia. Pensar as diferentes e possíveis formas de se ler os mais variados tipos de textos e hipertextos é uma das formas atuais de educar as crianças, jovens e adultos que lidam quase que diariamente com os mais variados recursos tecnológicos. Portanto, o educador, ao contrário do que se possa pensar, não tem sua função menosprezada ou descartada neste momento de mudança que vivemos, mas, ao contrário, é reafirmada sua importância e sua necessidade como formador de sujeitos e cidadãos.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

ENSAIOS  | COMUNICAÇÃO DIGITAL

O zoon tecnologi.com: Entidade emergente da neociberestrutura da informação
- David Parra Valcarce

No início do século XXI assistimos a uma mudança no padrão de aprendizagem: dos textos escritos aprendidos a partir da sua leitura na escola à aquisição do conhecimento baseada em conteúdos audiovisuais visualizados em meios como a televisão e a Internet. Neste novo contexto que coincide com o advento da Sociedade da Informação, surge uma nova entidade, o zoon tecnologi.com, que se está a converter numa das colunas vertebrais da referida Sociedade da Informação. Do ponto de vista do mercado da informação, este conjunto de mudanças incide na formação de uma nova forma de tratar a informação, que denominamos ciberjornalismo, cujas características estão particularmente adaptadas às necessidades do zoon tecnologi.com. A justaposição de cinco gerações de ciberjornalismo num período de tempo extraordinariamente breve contribui para aprofundar as grandes mudanças que estão a ocorrer na estrutura da informação, agora transformada em neociberestrutura da informação.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

A im@gem pensa: Aspectos quânticos da imagem cibernética - Luís Carlos Petry

O presente texto trata dos aspectos gerais e ainda introdutórios de um fundamento possível da imagem de síntese ou digital no ciberespaço, mostrando a pertinência da idéia da imagem como conceito e exemplificando-a em diversas situações e produções digitais. Discute alguns pontos de vista correntes acerca da concepção e produção de imagens de síntese, relacionando-os com os postulados da fenomenologia.  Através da análise de exemplos que levam em conta  a concepção do universo digital da imagem, busca uma relação dos fundamentos da imagem de síntese com o pensamento ciberquântico atual.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

O meio digital e a produção midiática - Lawrence Shum

Que impactos a digitalização provoca nas formas de produção e consumo de produtos midiáticos? O artigo apresenta algumas possíveis respostas e aponta caminhos para a reflexão. O ponto de partida é um olhar para o meio digital a partir da fenomenologia peirceana. Em seguida, é traçado um paralelo entre as características e diferenças entre os meios analógico e digital e suas implicações nas maneiras como a informação pode ser armazenada, transmitida e editada. A hibridização das tecnologias e a convergência das mídias fazem com que as noções de multifuncionalidade e de otimização da eficiência perpassam não apenas o mundo do trabalho, mas também do entretenimento e das relações sociais. A emergência da cultura digital e seus desdobramentos parecem sugerir um vínculo entre teoria e prática, de modo que o processo de criação nos meios digitais seja resultado do diálogo entre o saber fazer e a análise crítica.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Análise de produções em linguagem hipermidiática - Arlete dos Santos Petry

Este texto se propõe a apresentar, empírica e teoricamente, possibilidades metodológicas para a análise de hipermídia, sendo que algumas dessas propostas são apenas indicadas, enquanto outras, experimentadas. Ao realizar as análises percebeu-se três possíveis tendências metodológicas, mesmo que nem sempre os autores explicitem uma preocupação no sentido da organização de uma metodologia. Feito esse trajeto, a reflexão recairá sobre o lugar da metodologia nessa nova linguagem que se passa a produzir.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

ENSAIOS | CULTURA DIGITAL

TECNOMPB: Taxonomia conceitual para uma abordagem tecnocêntrica das formas culturais
- Sergio Roclaw Basbaum, Ilana Seltzer Goldstein, Lucas Meneguette & Dino de Lucca Vicente

Este artigo apresenta uma estrutura conceitual desenvolvida em uma equipe interdisciplinar, visando tratar as relações entre tecnologia e formas musicais, com recorte na música popular brasileira do século XX, e segundo um tecnocentrismo horizontal de inspiração mcluhaniana: a tecnologia, ao mesmo tempo em que é fruto do contexto sociocultural, projeta sobre o real os conceitos de onde emerge. Entre as categorias utilizadas em nossa taxonomia estão: dispositivo, aparelho, aparato, matrizes tecnológicas e funções - aplicadas à compreensão de fenômenos, movimentos e escolhas características de cada momento. Ao final, apresentamos um breve exemplo de aplicação destas categorias e conceitos à indústria fonográfica e ao rádio.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Um insignificante ataque poético-enciclopédico no ciberespaço - Fábio Oliveira Nunes & Edgar Franco

Em sistemas computacionais, o termo “livre” suscita a idéia do fim de monopólios, do fim do poder econômico exercido nas redes e da liberdade de conteúdos. Um dos maiores exemplos desta concepção é a enciclopédia Wikipédia, muitas vezes questionada pela fiabilidade de suas informações. Dentro deste contexto, os artistas Edgar Franco e Fábio Oliveira Nunes vêm desenvolvendo o projeto de webarte Freakpedia, uma enciclopédia de caráter colaborativo e irônico na qual são especialmente aceitas contribuições de verbetes de pouca ou nenhuma relevância. Este artigo contextualiza esse projeto, trazendo uma compilação das políticas envolvidas na instauração da comunidade.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

O acaso e a criação de novas estruturas reticulares - Fabrizio Augusto  Poltronieri

O presente texto tem por objeto central de estudo o Acaso, buscando estabelecer ligações entre tal conceito e as estruturas encontradas nas linguagens reticulares digitais. O estudo parte da reflexão da semiótica peirciana acerca do modo de ser do Acaso, procurando identificar suas características e a importância do estabelecimento de jogos conceituais entre este e a reticularidade digital. Partindo da constatação de que o Acaso é elemento presente em todo fenômeno, por ser primeiro, estabelece-se uma relação de distribuição de qualidades nos sistemas hipermidiáticos. Procura-se desfazer a idéia destes como sistemas herméticos, fechados única e exclusivamente em seus códigos, buscando substituir esta idéia por um jogo estético propiciado pela atuação do Acaso. Por fim, é feita uma análise de um software que busca evidenciar tais ligações.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

TESES

Página: Espaço de reconfiguração do design de comunicação na cultura digital
- Sandra Sofia Gonçalves

No território de passagem ou confluência do objecto ao sistema, o artigo procura circunscrever os aspectos essenciais da mudança de paradigma no design de comunicação operada pela cultura digital, utilizando o livro e a página como modelos exemplares de reflexo das alterações ocorridas. Do texto ao hipertexto, do plano ao “sítio”, estes artefactos constroem um possível “ecotone” para uma continuidade negociada, i.e. o local onde se encontram "tradicional" e “novo”, história e contemporaneidade, imprensa e média on-line, cultura material e cultura digital.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

O que há de comum entre tesauros e ontologias - Rodrigo de Sales & Lígia Café

Tesauros e ontologias são instrumentos que representam o conhecimento especializado com base na articulação terminológica. Este artigo apresenta um conjunto de características semelhantes entre tesauros e ontologias. Foi empregado, no plano metodológico, o Método de Análise de Conteúdo de Laurence Bardin. No plano teórico, a pesquisa foi subsidiada pela Teoria Comunicativa da Terminologia (TCT). Os resultados apresentados possibilitam um entendimento mais apurado desses modelos de representação do conhecimento que, embora distintos, se aproximam em seus fundamentos.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP
Comments