Número 4 (2011)‎ > ‎

Ensino à Distância: Desafios Pedagógicos | Distance Education: Pedagogical Challenges [conteúdos | contents]

Cibertextualidades #04

INTRODUÇÃO


Ensino à Distância: Desafios Pedagógicos - Pedro Reis & Fátima Silva

O quarto número da Revista Cibertextualidades - e-Learning: Desafios Pedagógicos - visa analisar e discutir como os novos desenvolvimentos nas ciências da educação contrastam com abordagens antiquadas que ainda dominam muitas salas de aula e formação, assim como ambiciona repensar a pedagogia a partir tanto do crescente corpo de evidências disponíveis online quanto a partir de abordagens e práticas pedagógicas associadas ao uso da tecnologia na educação.


Distance Education: Pedagogical Issues - Pedro Reis & Fátima Silva


ENSAIOS

Organização de cursos para Educação à Distância – Abordagem UMT
- Michael Simonson

RESUMO: A literatura da Educação à Distância indicou claramente que a conceção e organização de um curso em linha são indicadores de eficácia – cursos mal concebidos e mal organizados frequentemente fracassam e cursos bem concebidos e organizados são quase sempre eficazes. Por outras palavras, o aluno de um curso ministrado à distância deve ser capaz de entender rapidamente o âmbito e a sequência dos conteúdos do curso, incluindo as estratégias de avaliação usadas para determinar se os resultados de aprendizagem foram atingidos. Este artigo propõe uma abordagem testada na prática para desenhar e fornecer um curso em linha eficiente, a chamada abordagem UMT, onde U representa a Unidade, M para Módulo, e T para Tópico. Os cursos são desenhados em torno das unidades que estão divididas em módulos e os módulos são divididos ainda em tópicos. Assim, um curso típico pode ter 3 unidades, cada uma com 3 ou 4 módulos, cada módulo pode ter 3 tópicos importantes. Este artigo desenvolve essa abordagem básica de desenho pedagógico e discute estratégias de avaliação e atribuição de tempo do aluno, a fim de produzir o curso em linha perfeitamente desenhado. PALAVRAS-CHAVE: Trabalho, Desenho Pedagógico, Módulo, Pesquisa, Teoria, Unidade.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Course organization for Distance Education – UMT Approach - Michael Simonson

ABSTRACT: Distance Education literature has clearly indicated that the design and organization of an online course are predictors of course effectiveness—poorly designed and organized courses often fail and well designed and organized courses are almost always effective. In other words, the student in a course delivered at a distance should be able to quickly understand the scope and sequence of the contents of the course, including assessment strategies used to determine if learning outcomes have been met. This chapter proposes a field-tested approach for designing and delivering an effective online course called the U-M-T approach, where U stands for Unit, M for Module, and T for topic. Courses are designed around units that are divided into modules, and modules are divided further into topics. Thus, a typical course might have 3 units, each with 3 or 4 modules, and each module might have 3 important topics. This chapter expands on this basic design approach and discusses assessment strategies and student time allocations in order to produce the perfectly designed online course. KEYWORDS: Assignments, Design, Module, Research, Theory, Unit

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

As características dos aprendentes na Educação a Distância (EaD): Apresentação de um instrumento e contextualização - Paulo Rurato

RESUMO: As rápidas mudanças no local de trabalho, os desafios colocados pela Sociedade da Informação e pela Globalização exigem alterações na educação, formação contínua e ao longo da vida. Sob tais circunstâncias, é irreal esperar que as estruturas educacionais tradicionais respondam adequadamente a estes desafios. Novos métodos exigirão novas formas de organização, que, por sua vez, requerem que se repense a educação e as políticas educativas. A EaD é um desafio, colocando novas exigências, tanto a aprendentes, como a facilitadores. Schrum e Hong (2002) identificaram um conjunto de sete dimensões para serem aplicadas em ambientes de aprendizagem a distância, que permitem conseguir alcançar experiências de aprendizagem positivas e com sucesso: (1) recursos tecnológicos; (2) experiência tecnológica; (3) hábitos e capacidade de estudo; (4) fatores de estilo de vida; (5) objetivos e finalidades; (6) estilos de aprendizagem e (7) características pessoais. A tese defendida neste trabalho propõe que os aprendentes, quando inquiridos sobre as suas características, numa abordagem transversal incidindo sobre os diferentes aspetos da sua vida familiar, pessoal e profissional, recursos tecnológicos a que têm acesso e modo como lidam com eles, assim como a sua motivação e preferências nos modos de aprender, possibilitam a antevisão de um conjunto de informações que, se disponibilizadas aos facilitadores, permitem que ambos os intervenientes (aprendentes e facilitadores), disponham de mecanismos que lhes facilitem a adoção de estratégias de aprendizagem, suscetíveis de conduzir a uma experiência de aprendizagem bem sucedida. PALAVRAS-CHAVE: Características dos Aprendentes, Educação a Distância

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Learner characteristics in Distance Education (DE): Presentation of an instrument and context - Paulo Rurato

ABSTRACT: Faced with the great changes occurring in the workplace as well as the challenges placed by the Information Society and by Globalization demand a new perspective for education, continuous training and lifelong learning. Under such conditions we can expect that actual education structures will not be able to respond well to these challenges. New methods demand new organization alternatives that, in turn, require new educational policies and the rethinking of education itself. DE is a challenge by itself, placing new demands both to the learners, and facilitators. Schrum and Hong (2002) identify a set of seven dimensions for a distance learning environment, which allows the setting of positive learning experiences: (1) access tools; (2) technology experience; (3) study habits and skills; (4) life style factors; (5) goals and purposes; (6) learning preferences; (7) personal characteristics. The thesis defended in this paper holds that learners, when asked about their characteristics, considering a transversal approach focusing on different aspects of their family, personal and professional life, the available technology resources, technology skills, as well as motivation and learning preferences, provide a preview of a set of information that, if made available to facilitators, allows both players (learners and facilitators) access to the mechanisms that ease the adoption of learning strategies, that enhance the possibility of a well-succeeded learning experience. KEYWORDS: Learners Characteristics, Distance Education

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Aquisição de competências de comunicação numa LE: o uso do Cacifo Digital da Sakai como ePortfólio - Fátima Silva & Isabel Patim

RESUMO: A consciência da necessidade de adquirir competências em línguas estrangeiras aumentou, na Europa, desde a implementação do Processo de Bolonha. Por outro lado, o desenvolvimento da tecnologia em ambientes educativos resultou num interesse crescente no Ensino à Distância. O uso do ePortfólio na aprendizagem de línguas, não só como processo, mas também como produto, vai de encontro à abordagem Comunicacional do Ensino de Línguas e sustenta a pergunta de investigação de como a plataforma virtual e o ePortfólio ajudam no ensino e aprendizagem da Língua Inglesa. Este artigo relata a experiência do uso da ferramenta Cacifo Digital do software Sakai como um ePortfólio, combinado com as entrevistas de Acompanhamento em sala de aula, no âmbito do desenvolvimento do trabalho de projeto, isto é, o último módulo da unidade curricular ‘Língua Inglesa’. PALAVRAS-CHAVE: ECL, Línguas Estrangeiras, Cacifo Digital, ePortfólio, Relatórios de Acompanhamento

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Acquisition of FL communication competence: use of the Sakai Drop Box as an ePortfolio - Fátima Silva & Isabel Patim

ABSTRACT: Awareness of the need to acquire foreign language competence has increased, in Europe, since the implementation of the Bologna Process. On the other hand, the development of technology in educational settings has resulted in an increasing interest in Distance Education. The use of the ePortfolio in language learning as both a process and a product meets the Communicative Language Teaching approach and upholds the research question of how the virtual platform and the ePortfolio help in English language teaching and learning. This paper reports on the experience of using the Drop Box tool of the Sakai software as an ePortfolio, combined with the follow-up interviews in class, in the scope of the development of the project work, i.e. the last module of the curricular unit ‘English Language’. KEYWORDS: CLT, Foreign Languages, Drop Box, ePortfolio, Follow-up Reports

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Uma experiência de autoria, mediação pedagógica e pesquisa em EaD (Educação a Distância) - Débora Cristina Santos e Silva & Leda Maria de Barros Guimarães

RESUMO: Este trabalho apresenta uma experiência colaborativa de duas professoras de instituições de ensino superior na oferta do curso de Licenciatura em Artes Visuais por meio das TICs – Tecnologias de Informação e Comunicação – ou a chamada educação a distância. O texto se divide na contextualização da oferta do curso trazida pela professora coordenadora e na reflexão da atuação de autoria e mediação trazida pela professora parceira. O relato inclui também a experiência dessa professora enquanto bolsista-pesquisadora da CAPES, de pós-doutoramento junto a UFP/Porto, na linha de pesquisa “Produção de conhecimento em meios digitais”. PALAVRAS-CHAVE: Educação a distancia. Experiência colaborativa. Autoria. Mediação.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

An experience of authorship, pedagogical mediation and research in DE (Distance Education) - Débora Cristina Santos e Silva & Leda Maria de Barros Guimarães

ABSTRACT: This paper presents a collaborative experience of two teachers of higher education institutions which offer a Degree in Visual Arts through ICT - Information Communication Technologies - or distance education. The text is divided into the contextualization of the course reported by the teacher coordinator and then the reflection of authorship and mediation reported by the teacher partner. The report also includes that teacher’s experience as a CAPES fellow-researcher and post-doctoral at the UFP/Porto, in “Production of knowledge in digital media”. KEYWORDS: Distance education. Collaborative experience. Authorship. Mediation.

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Ferramentas de autoria para a criação de e-conteúdos – Experiência atual - Pedro Reis & Isabel Damião

RESUMO: Os e-conteúdos desempenham um papel importante no e-learning, uma vez que este depende significativamente do primeiro. Além disso, e-conteúdos e e-learning enfrentam uma série de desafios tendo em vista a criação de módulos viáveis para uma sociedade e instituições ricas em informação. Assim, os promotores de e-learning sentem a necessidade, por exemplo, de aumentar a colaboração entre os alunos, criar atividades práticas relevantes e criar conteúdos que os alunos de hoje achem atrativos. Isto representa um desafio essencialmente intelectual e criativo, que é, basicamente, o de produzir um design imaginativo, envolvente e interativo que funciona com os navegadores utilizados pelo público-alvo, dentro de limitações realistas de largura de banda. Na maioria dos centros profissionais de desenvolvimento, os programadores criam ferramentas personalizadas que atendam aos seus próprios métodos de trabalho e estilos. Promotores individuais de e-learning são muito mais propensos a utilizar ferramentas que ajudam a evitar os campos minados da técnica e lhes permitem concentrar-se na realização dos seus projetos. Para este propósito, as ferramentas de autoria para e-learning têm as suas vantagens, ao tornarem mais fácil para os promotores de e-learning o emprego de uma gama relativamente ampla de técnicas interativas e ao permitirem que os conteúdos comuniquem com Sistemas Gestão da Aprendizagem (SGA), a custos moderados ou até mesmo gratuitamente. O uso de tais ferramentas pode implicar alguma perda de flexibilidade, uma vez que quanto mais fácil de usar é a ferramenta, menos se poderá fazer com ela. No entanto, o valor real dos conteúdos de e-learning está no desenho e na escrita, pelo que, na nossa opinião, devemos aceitar sacrificar um pouco de flexibilidade se isso significa um orçamento e tempo de execução razoáveis. Baseado na nossa atual utilização de ferramentas de autoria gratuitas (tais como eXe-learning, Xerte ou CourseLab), consideramos que elas têm as funcionalidades adequadas para a produção de Objetos de Aprendizagem (OA) atrativos, bem como um modo de difundir o produto final em conformidade com os recursos de hardware e software do nosso público. Em suma, gostaríamos de demonstrar, com a nossa experiência atual como desenhadores de e-learning, como diferentes especialistas podem ser capazes de trabalhar diretamente com essas ferramentas, preenchendo os modelos com conteúdo. Para edição, esse conteúdo pode ser armazenado em bases de dados, ao passo que para divulgação pode ser convertido em HTML. PALAVRAS-CHAVE: e-Conteúdo, e-Learning, Ferramentas de Autoria, Objetos de Aprendizagem, Educação à Distância

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Freeware authoring tools for the creation of e-contents – Current experience - Pedro Reis & Isabel Damião

ABSTRACT: e-contents play an important role in e-learning since the latter relies significantly on the former. Furthermore, e-content and e-learning face a number of challenges in producing viable modules for information enriched society and institutions. Hence, e-learning developers feel the need, for instance, to increase collaboration among learners, to create relevant practical activities for learners to participate in and to create content that today’s learners will find engaging. This represents an essentially intellectual and creative challenge, which is, basically, to produce imaginative, engaging and interactive designs that work with the browsers used by the target audiences, within realistic bandwidth constraints. Most of the professional development studios use their programmers to create custom tools that suit their own working methods and styles. In-house units and individual e-learning developers are much more likely to employ tools which help them to avoid the technical minefields and concentrate on the realisation of their designs. For this purpose, e-learning authoring tools do have their advantages, as they make it easy for e-learning developers to employ a relatively wide range of interactive techniques and to have their content communicate with a Learning Management System (LMS) at moderate costs or even for free. The use of such tools may imply some loss of flexibility since the easier the tool is to use the less one can do with it. However, the real worth of e-learning content is in the design and the writing, so, in our view, one should accept sacrificing a little flexibility if it implies a sensible budget and timetable. Based on our current use of freeware authoring tools (such as eXe-learning, Xerte or CourseLab), they seem to have the right functionalities for the production of engaging Learning Objects (LO) and a way of delivering the end-product that conforms to the hardware and software capabilities of our audiences. In sum, we would like to demonstrate with our current experience as e-learning developers how subject-matter experts may work directly with these tools, to populate the templates with content. For maintenance, this content may be stored in a database, although for delivery it may be converted to standard HTML. KEYWORDS: e-Content, Authoring Tools, Learning Objects, Distance Education

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Fossos geracionais na aprendizagem escolar: Nativos digitais e imigrantes digitais - Bruno Cardina, Jerónimo Francisco & Pedro Reis

RESUMO: Este artigo incide sobre os fossos geracionais na aprendizagem escolar. Inicialmente, procurou-se fazer o enquadramento referente ao termo nativo digital para entender os principais aspetos da geração nascida após o surgimento e utilização da Internet de forma global. Verificou-se que são pessoas “multitarefas” e ligadas à tecnologia e conectividade, contrastando com os imigrantes digitais, nascidos num período anterior e que procuram uma adaptação ao mundo tecnológico. Apresentamos também algumas reflexões acerca do uso de capacidades estratégicas destes alunos em tarefas recreativas. Abordaremos igualmente as alterações provocadas nos novos alunos, que graças aos meios tecnológicos e informacionais fizeram com que a instituição escola tenha que se adaptar a estes e de como esta mudança faz com que os professores tenham de alterar o tradicional ensino e os estimule a modificar os seus métodos como a construção de conteúdos pedagógicos na área das TIC sob a forma de objetos de aprendizagem, como uma nova forma de ensino ou complemento de ensino e uma maneira de incutir a autoaprendizagem. PALAVRAS-CHAVE: Nativos e Imigrantes Digitais, Neuroplasticidade, Escola, Tecnologia

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

Generational gaps in school learning: Digital natives and digital immigrants - Bruno Cardina, Jerónimo Francisco & Pedro Reis

ABSTRACT: This article focuses on the generational gaps in school learning. Initially, we have tried to provide the framework in relation to the term digital native in order to understand the key aspects of the generation born after the advent and the global use of the Internet. They were found to be “multitasking” people, linked to technology and connectivity, as opposed to digital immigrants, born in an earlier period and seeking to adapt to the technological world. We also present some reflections on the use of these students’ strategic capabilities in recreational tasks. We will also discuss the changes occurring in these new students who, thanks to technology and information resources, have made the school institution adapt to them. These changes have also made teachers alter traditional teaching and encouraged them to modify their methods with the construction of educational content in ICT in the form of learning objects, as a new form of education or a complement of education and a way to instil self-learning. KEYWORDS: Digital Natives and Immigrants, Neuroplasticity, School, Technology

Download do artigo completo no Repositório Institucional da UFP

RELATÓRIOS

PO.EX’70-80: Arquivo Digital da Literatura Experimental Portuguesa
- Rui Torres

PO.EX’70-80: Digital Archive of Portuguese Experimental Literature - Rui Torres

Estudo de Caso da UFP-UV (2010): “Utilidade e eficácia pedagógico- didáctica das plataformas de formação a distância”. Projeto: “Gerir, conhecer, intervir” (cofinanciado pelo Programa Operacional Assistência Técnica (POAT), vertente FSE, do QREN) - Instituto do Emprego e Formação Profissional, IP (IEFP, IP) & Centro Nacional de Qualificação de Formadores (CNQF) do Departamento de Formação Profissional

Case study of UFP-UV (2010): “Pedagogic-didactic usefulness and effectiveness of distance learning platforms”. Project: “Manage, know, intervene” (co-financed by the Technical Assistance Operational Programme (POAT), FSE branch, of the QREN) - Instituto do Emprego e Formação Profissional, IP (IEFP, IP) & Centro Nacional de Qualificação de Formadores (CNQF) do Departamento de Formação Profissional


Comments